25 ago 2020

A presença digital é uma exigência na atualidade, mas definir as estratégias mais eficientes de marketing digital é imprescindível.

O número de brasileiros conectados não para de crescer. Segundo a PNAD contínua TIC 2018 do IBGE, subiu de novo o número dos domicílios brasileiros com acesso à internet: são agora mais de 79,1%. A cada dia, mais e mais pessoas usam a internet para se comunicar, pesquisar, aprender e comprar.

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) já estimava faturamento de R$ 106 bilhões para 2020, com um crescimento de 18% sobre o ano anterior. Mas levando-se em conta o momento de pandemia do novo Coronavírus no primeiro semestre do ano, vale registrar que o comércio por meio eletrônico brasileiro faturou 56,8% a mais nos primeiros cinco meses do ano de 2020, de acordo com pesquisa realizada pelo Movimento Compre&Confie em parceria com a mesma ABComm.

Só que estar na internet não significa ter sucesso na internet. A presença digital bem sucedida precisa ser estratégica, o que requer planejamento e métricas. Conseguir resultados com estratégias de marketing digital pode parecer complexo inicialmente. No entanto, se bem feito pode ser mais fácil do que se imagina. Muitas vezes, não é necessário fazer grandes investimentos, porém é preciso paciência e curiosidade para saber o que funciona para cada negócio, para assim definir as estratégias mais eficientes de marketing digital.

Antes de começar a planejar a presença digital de uma empresa, é preciso definir um objetivo, ou seja, o que se espera do marketing digital. Pode ser melhorar a indexação das páginas, aumentar o tráfego para um site, elevar as taxas de conversão, melhorar o relacionamento com o cliente e até estabelecer a empresa no mercado digital. Para casa objetivo, é possível trabalhar estratégias específicas. E nós trouxemos as 10 estratégias mais eficientes no Marketing Digital atualmente. Confira:

 

1. Inbound Marketing

A base do Inbound Marketing é o compartilhamento e criação de um conteúdo de qualidade direcionado para um público-alvo.



As empresas podem e devem utilizar táticas de marketing online para ganhar o interesse do público-alvo, ao contrário do marketing tradicional que “força” a venda do produto sem dar nada em troca ao cliente.

O Inbound Marketing prioriza a construção de uma relação com o cliente e a sua fidelização. Para tanto, é preciso compreender completamente o perfil e o comportamento do consumidor, e se esforçar para manter-se próximo ao público.

Em uma pesquisa realizada pela MLabs e Social Media Week SP em janeiro de 2020, o Inbound Marketing se posicionou entre as metodologias com maior investimento e retorno, ao lado da Acessibilidade Digital e do Design Thinking.

Resumindo…

É a relevância de conteúdo que age como um imã e atrai os potenciais clientes. Ou seja, o conteúdo disponibilizado por uma marca é a primeira coisa que uma pessoa encontra quando está a procura produtos e serviços.

 

2. Marketing de Conteúdo

Com certeza, esta é uma das estratégias digitais mais propagadas nos últimos tempos. Isso é plenamente justificável, já que ela tem gerado resultados mais rápidos e eficientes do que o esperado.

A pesquisa Content Trends 2019, da Rock Content, apontou que 63,7% das empresas
entrevistadas já investiram em marketing de conteúdo. Entretanto, entre aqueles que informaram não utilizar a estratégia de marketing digital, 56,9% disseram que ainda não usam o marketing de conteúdo porque desconhecem sua aplicação.

O principal objetivo das marcas que investem em marketing de conteúdo é educar o público-alvo de um negócio. Isso acontece porque clientes mais informados, demoram menos tempo para tomar a decisão e fazer uma compra. Com o marketing de conteúdo, o funil de vendas é percorrido em menos tempo, o ciclo de vendas encurtado, e o número de conversões consequentemente cresce.

Isso tende a agradar os donos de empresas e comércios online, e também os consumidores que conseguem estabelecer uma relação de confiança com a marca.

Também é muito importante ficar de olho na evolução das principais tendências para 2020 quando se trata de marketing de conteúdo. Ainda segundo a Rock Content, elas englobam a manutenção e o desenvolvimento crescente de vídeos, estratégias de voz e áudio e tecnologias específicas, como a realidade aumentada. A previsão em 2019 era de que o orçamento destinado ao marketing de conteúdo aumentasse pelo menos 59,95%.

Saiba como engajar seus seguidores através do Marketing de Conteúdo: 
Marketing de Conteúdo

Resumindo…

O conteúdo pode trazer informações sobre produtos, serviços e até mesmo o mercado ou segmento de atuação. Com isso, é possível atrair um público mais qualificado para a empresa, o que aumenta as chances de conversão.

 

 

3. SEO

Search Engine Optimization (SEO) é uma estratégia para otimizar um site e torná-lo mais fácil de ser encontrado pelos aos buscadores, como o Google, por exemplo.

O uso de palavras-chave ainda é uma das ferramentas de SEO mais eficazes. Basta entender quais as palavras que os clientes em potencial se interessariam e utilizariam nos sites de buscas. Depois é preciso inserir essas palavras em todo o site. Só assim é possível demonstrar para os motores de busca a relevância do seu conteúdo.

Veja mais sobre a importância de anunciar no Google:

Em relação a essa estratégia de marketing digital, é também muito importante apontar
algumas mudanças recentes na aplicação do conceito. A mais impactante, sem dúvidas é que as buscas por voz contabilizam cerca de 60% do número total de buscas realizadas no ano.

Isso porque o usuário tem percebido que buscar por voz é bem mais rápido do que por escrito, e essa praticidade faz a diferença também para pessoas que precisam de meios digitalmente acessíveis para usar a internet.

Resumindo…

Quanto mais próximo ao topo de uma lista de busca o site da empresa estiver, mais chances ela terá de entrar em contato um potencial cliente e gerar oportunidades de negócios.

 

4. Links Patrocinados

Uma das estratégias de marketing digital mais importantes hoje em dia são os links patrocinados. Eles funcionam bem tanto na página de buscas do Google, quanto nas redes sociais, como o Facebook.

Há muita vantagem em investir em links patrocinados. O retorno do valor investido, por exemplo é um deles. O anúncio aumenta as chances de conversão, pois aparece, exatamente, no momento em que o usuário realiza uma busca por uma determinada palavra-chave.

Outra vantagem é poder anunciar através das redes de display em sites e blogs afiliados à plataforma do Google, como Gmail, YouTube, entre outros. A segmentação do link patrocinado gera leads qualificados.

Resumindo… 

No buscador, os links farão um site aparecer no topo da página e dará mais visibilidade a marca. Nas redes sociais, funciona como um anúncio e pode divulgar tanto a empresa, como um produto ou serviços específicos.

 

5. Mídias sociais

A pesquisa Digital Future Focus Brazil 2015, da consultoria comScore, mostrou que os brasileiros são líderes no tempo gasto nas redes sociais. Em média, o usuário aqui fica 60% mais tempo conectado as redes sociais do que no resto do planeta. São 650 horas gastas por mês em redes sociais. No Facebook, são 58 milhões de visitantes únicos, o que representa um alcance de 78% do total de usuários únicos no Brasil.

A mesma pesquisa em âmbito global, feita em 2018, evidencia a participação mobile cada vez maior no mundo todo, com grande destaque no consumo de vídeos em várias plataformas.

Com esses dados já dá para ter uma ideia do quão importante é que sua empresa esteja nas redes sociais e tenha boas estratégias de marketing digital voltadas para esse ambiente virtual, não é mesmo?

Com uma FanPage a empresa pode conhecer ainda melhor o perfil dos seus clientes, o horário que eles estão online e quais são seus interesses. Quanto mais se conhece o público, mais fácil vender para eles.

Veja algumas campanhas que fizeram sucesso nas Mídias Sociais: 

Os links patrocinados nas mídias sociais, que já foram citados no item acima, são capazes de aumentar o alcance de uma página e publicações, tornando o conteúdo de uma página mais conhecido.

Mas para um resultado efetivo, não deixe de se aprofundar nas ferramentas que a tecnologia oferece para otimizar esse uso. Um ótimo exemplo disso é o atendimento por inteligência artificial, muito mais elaborada do que um simples chatbot.

De acordo com estudos da Hootsuite, o crescimento deste uso excedeu as metas e hoje, pelo menos 85% das interações com o cliente nas redes sociais são impulsionadas por robôs de IA.

Também é importante avaliar a segmentação do seu negócio para definir quais páginas usar. As redes sociais de nicho, como o Tik Tok, aplicativo para criação de vídeos com mais de 800 milhões de usuários ativos, podem e devem ser usadas para produzir conteúdo relevante para interagir com públicos mais específicos. Uma pesquisa pode ajudar a definir quais possibilidades se encaixam melhor para o seu caso.

Resumindo…

Nas mídias sociais, a marca consegue estabelecer uma relação com o cliente. Isso fará aquela empresa ser lembrada. O que mais uma marca pode querer, além de estar na mente do seu público-alvo?

 

6. Mídia Display

As mídias display online não é algo novo no universo do marketing digital. No começo dos anos 2000, anúncios eram vendidos como mídia tradicional, por impressões, o rastreamento era mínimo ou inexistente, assim como o uso de dados demográficos. Hoje, a mídia display se tornou uma ferramenta indispensável para uma boa campanha de marketing digital.

No Google Adwords ou em outra plataforma de anúncios, é possível contratar os links
patrocinados na rede de display de duas formas. O custo por clique e o custo por aquisição. Ou seja, a marca só paga quando alguém clica no anúncio ou quando alguém realiza a ação indicada, como o preenchimento de um formulário, por exemplo.

Resumindo…

Na rede Display, os anúncios não estão limitados pela intenção de busca e compra. Eles aparecem em sites que tenham conteúdo com alguma relação com marca ofertada.

 

 

7. E-mail Marketing

Esta é a iniciativa perfeita para criar relacionamento e engajar os seus clientes. Uma boa campanha de e-mail marketing deve contar com listas de e-mail segmentadas, nas quais os clientes de uma empresa são classificados de acordo com interesses e características.

Ao contrário do SPAM (Sending and Posting Advertisement in Mass, traduzido-se para o português como “Enviar e Publicar Publicidade em Massa”), o e-mail marketing só é enviado para pessoas que permitiram receber o contato de uma empresa. Por isso, as chances que ele abra o e-mail e conheça o conteúdo da marca é maior.

Uma das melhores formas para conseguir uma boa lista de e-mails, é uma página de captura. Assim, só quem realmente está interessado naquele negócio receberá mais informações.

Além disso, os resultados de uma campanha de e-mail marketing são mensuráveis. É possível saber quantos e-mails foram disparados, quantas pessoas receberam, quantas pessoas visualizaram e até quantas pessoas clicaram no conteúdo.

É preciso analisar esses dados, posteriormente, para ter certeza de que a campanha está no caminho certo, caso contrário é melhor suspendê-la e fazer as correções.
Em 2020, a Rock Content reforça por meio de pesquisas que a humanização será o melhor caminho para que essa estratégia de marketing digital seja eficiente. Você deverá investir em três pontos principais: ética, empatia e emoção.

Isso reforça a questão de que toda e qualquer negociação comercial é realizada por gente. E isso faz toda a diferença para bons resultados. Sendo assim, nada como começar a colocá-la em prática logo no início de uma campanha.

Resumindo…

O bom e-mail marketing tem conteúdo personalizado, para listas específicas, o que garante mais chances de despertar o interesse daquele grupo de pessoas. Assim é possível criar um relacionamento com o cliente.

 

8. Native advertising

Traduzido para o português, a publicidade nativa (ou anúncios nativos), é a prática de publicar artigos e postagens no meio do conteúdo do site ou rede social, como conteúdo patrocinado.

Ele é identificado como publicitário, mas se mistura as demais postagens. Cada plataforma determina as políticas do native advertising.
Os usuários tendem a ignorar links patrocinados e banners, o native advertising surge como uma alternativa a este cenário.

O conceito é semelhante ao publi-editorial, utilizado em revistas, jornais e blogs. Neles, o anunciante oferece conteúdo valioso dentro da experiência do usuário.
Como pode ser utilizado dentro dos canais de comunicação de uma empresa, essa tática é ideal para o começo de um plano de marketing digital. A publicidade nativa também funciona bem para atingir usuários de dispositivos móveis, uma vez que dificilmente clicam em banners.

Resumindo…

É uma forma de conseguir se comunicar com clientes e prospects por meio de uma grande audiência, oferecendo conteúdo de valor agregado sem ser intrusivo.

 

9. Guest Post

Guest Posts são artigos escritos por autores convidados, ou seja, que não fazem parte da equipe de produção de conteúdo de um blog ou site, por exemplo. Ele permite que a página em questão ganhe mais credibilidade frente aos usuários, pois traz um especialista para falar com o público.
Assim como há vantagens para os sites que usam Guest Post, para o escritor deste tipo de artigo também há inúmeras vantagens. Quem gera conteúdo de qualidade pode ser convidado para escrever em um site. E pode se tornar conhecido com a ajuda de seus artigos.

Resumindo…

Ser referência por meio de seu conteúdo é uma estratégia de marketing digital que ainda é explorada por poucas pessoas. As grandes empresas já perceberam como os Guest Post funcionam, cabe aos médios e pequenos negócios também perceber.

 

10. Remarketing

A última solução, porém não menos importante, é o Remarketing. A ferramenta do Google Adwords marca e identifica os usuários que já visitaram um site e passa a exibir anúncios com mais frequência na rede de display do Google. Em outras plataformas, é chamado de Retargeting, mas funciona da mesma forma.
No comércio eletrônico, o uso desta proposta é muito comum e necessário. Sobretudo, quando o objetivo é o conhecimento de marca — Branding —, mas o aproveitamento dessa estratégia em campanhas que visam a conversão imediata é uma forte corrente.

Resumindo…

O cliente é bombardeado com a exposição ao produto, por onde ele passar na Internet, em que haja uma afiliação ao Google AdSense, verá a marca ou produto em questão, e muitas vezes retornará à loja para finalizar a compra.

 

Assim, podemos definir as 10 estratégias mais eficientes de Marketing Digital da seguinte forma:

1. Inbound Marketing é o que atrai o cliente, através de conteúdos diversos e de qualidade

2. Marketing de Conteúdo: levar conteúdo sobre o produto ou serviço, forma de aplicação/utilização, que o cliente não tem acesso direto.

3. SEO: utilização de palavras-chaves para indexar seu conteúdo no Google

4. Links Patrocinados: são eles que impactam o cliente a todo momento, seja no Google ou Mídias Sociais.

5. Mídias sociais: a forma mais simples de se aproximar do seu cliente e criar um relacionamento com ele.

6. Mídia Display: apareça para seu cliente independente da busca.

7. Email-marketing: através de um conteúdo personalizado, para uma lista específica, é possível construir um relacionamento sólido com seu cliente.

8. Native Advertising: pode ser considerado como publi-posts, onde dentro de um conteúdo de valor agregado é apresentado o produto/serviço

9. Guests Posts: convide alguém para falar da sua marca, ou seja convidado!

10. Remarketing: anuncie para um público já interessado na sua marca para garantir resultados mais efetivos!

Aproveite essas 10 propostas, e você terá uma boa atuação no marketing digital por este e pelos próximos anos. E não tenha medo de trabalhar com uma consultoria de marketing digital de alto nível para não cometer erros após semanas ou meses de trabalho duro e muitos recursos investidos.

Se você ainda não sabe muito bem por onde começar, entre em contato com a gente e veja como poderemos ajudar!



Nossas unidades

SOMOS + DE
120
AGêNCIAs atendendo pequenos negócios

Brasil: 13 estados | 68 cidades