27 ago 2018

A tradução de Marketing é Problema!

Agência de Marketing Digital








Se você está lendo esse artigo e é uma pessoa interessada em entrar na área de marketing, se prepara, pois problemas serão uma constante em sua vida. Não importa se a sua empresa é a Coca-Cola ou a padaria da esquina, problemas vão ter, umas empresas mais, outras menos, umas com mais dinheiro para resolver, outras vão fechar, mas problemas são constantes. Sim, vale reforçar, os problemas são constantes. Você vai chegar às 8h ou 9h na empresa e vai receber um e-mail que vai mudar todo o dia programado, pois será um problema que precisa ser resolvido. E rápido!

Mas é possível evitar problemas? Sim e não. Sim, quando a empresa pesquisa, entende o cenário e ouve os seus consumidores, pode ser capaz de prever, mas nunca eliminar os problemas futuros. Não se pode eliminar o que não existe, mas pode ser evitado. É como doenças, você não pode eliminar o colesterol do seu coração que lhe trouxe um infarto, porém, você pode ter uma vida regrada, boa alimentação e vida saudável para evitar chegar ao momento do infarto. Evitar o grande problema, é possível, é necessário, mas qual empresa está preocupada com isso?

Resolução de problemas

Consiste no uso de métodos, de uma forma ordenada, para encontrar soluções de problemas específicos. Algumas técnicas para resolução de problemas desenvolvidas e utilizadas na inteligência artificial, ciência da computação, engenharia, matemática, medicina etc. estão relacionadas com processos mentais de resolução de problemas estudados no campo da psicologia.

Em psicologia, a resolução de problemas se refere a um estado de desejo por alcançar uma meta definida a partir de uma condição que de outro modo não está diretamente se movendo em direção à meta, está longe dela, ou necessita de mais lógica complexa para encontrar uma descrição perdida das condições ou passos em direção à meta, a resolução de problemas é a conclusão de um grande processo que também inclui a descoberta do problema e molde do problema.

Ouça quem importa: Pessoas

Bill Gates, diz que sua melhor fonte de pesquisa é o ex-consumidor do seu produto, o Windows. E ele tem toda a razão. Sam Walton valorizava o cliente a cada dia. Mas só isso adianta? Não! Mas ajuda a amenizar alguns, mas outros virão. Tenha certeza disso. Um ponto é primordial para entender, a solução estará na sua frente, isso é fato, mas você só vai ouvir se perguntar. E perguntar para quem? Para o Google? Para o Facebook? Ou para melhor das fontes: Pessoas que se relacionaram com a sua marca (compraram, seguem, detestam, admiram…)

Redes Sociais é relacionamento e não piada

Existem diversas ferramentas de monitoramento de Redes Sociais. Esse é um, mas não único, passo importante para esse processo. Existem muitas agências que se dizem “agências de social media” que não usam nem mesmo as ferramentas gratuitas de monitoramento. Conhecem todas as piadinhas do Facebook, sabem todas as teorias lidas em livros ou aprendidas com pessoas que nunca fizeram uma ação, mas se vendem como os maiores entendidos do Facebook do mundo, mas não entendem a essência do marketing que é gerar o interesse das pessoas por marcas e produtos.

Problemas e mais problemas

Problemas podem acontecer de diversas formas. Vendeu 300 produtos, 1 não foi entregue, 1 veio com defeito, 1 foi trocado. O resultado para a empresa foi ótimo, mas e para quem realmente importa, como foi? E se 30 produtos não foram entregues? E se 50 vieram com defeito? E sse 40 trocaram? Agora a marca tem um enorme problema para resolver. E isso pode ocorrer em 1 dia ou em 1 semana. São riscos que podem, com um rígido controle de qualidade resolver, sim, mas também pode ser um indicador de que algo errado está precisando ser ajustado. E veja, marketing não é apenas campanha de Google, o que se fala aqui, é de produto e logística, fundamentos do marketing. Se fala nos 4Ps e muita gente vira a cabeça como se isso fosse algo velho, mas no dia a dia é fundamental e pouco se pensa!

Marketing é também, e não só, comunicação

Se você tem no estoque 50 mil produtos, faz uma campanha para atingir 4 milhões de pessoas e não vende nem 5 mil produtos, se tem um outro problema para resolver, uma melhor segmentação talvez? A campanha está atingindo as pessoas certas? O apelo de comunicação está correto? Os canais são os certos? Muitas vezes, as empresas se preocupam em qual espaço comprar, mas não como preenchê-lo. Ocorre muito quando a marca se preocupa com o canal, TV, rádio, Facebook ou Google e pouco se preocupa com a mensagem que deve ser passada nesses espaços, esse é um problema enorme a ser resolvido, afinal, o dinheiro está sendo gasto, mas não está servindo para nada, a não ser para mostrar o quão incompetente a campanha é.

Competência evita problemas

Isso é fato. As grandes empresas contratam grandes executivos para grandes ações. Eles são normalmente detalhistas ao extremo e pensam sempre em como as pessoas vão receber aquela mensagem, pensam mais nisso do que em qualquer outra coisa. Se preocupam com vendas, querem fazer menos barulho e mais dinheiro. Exigem ao máximo dos seus times e, não tiram os olhos dos movimentos do mercado e concorrência, e o mais importante, estão olhando o todo, olham “lá na frente” e não apenas no dia a dia, pois sabem que, por exemplo, um post errado no Twitter pode ocasionar um enorme problema em vendas alguns dias depois. Estão sempre alguns passos a frente, sim, alguns, pois estar a um passo da concorrência é fácil dela encostar, está muito perto.

Problemas. Goste deles!

Parece louca essa frase, mas é uma realidade. Em seu Best-seller, “Problemas, Oba” Roberto Shinyashiki, um dos maiores palestrantes do Brasil, define que problemas são necessários para o crescimento. Ele prega até que os elogios são bons, mas são as críticas que nos fazem crescer, uma verdade, se aplicada a marca então, muito melhor. A criatividade é uma grande associação de ideias e pode ter certeza, que muitas delas vieram para o que? Resolver problemas!

Solução de problemas nem sempre é complicado!

EUA e Rússia travavam uma importante guerra para ver quem chegaria, e como chegaria, primeiro ao espaço. Desenvolviam estudos e tecnologias a todo o momento para atingir esse objetivo. Um dos problemas enfrentados por ambas era a forma com a qual se iriam fazer as anotações de tudo o que se pesquisaria no espaço. Como deixar tudo registrado? Hoje, é fácil, tem notebook, tablet e até mesmo smartphone para isso, mas estamos falando da década de 60. A NASA, então, desenvolveu algo interessante. Gastou tempo e dinheiro para criar uma caneta revolucionária. A caneta poderia escrever mesmo na gravidade zero pois seu sistema auxiliava no deslize da tinta em seu tubo. Ideia genial, certo? Pois bem, os russos levaram um lápis. Problema resolvido em segundos com investimento zero em pesquisas, dando mais tempo para seus engenheiros desenvolverem outros pontos mais importante para a missão.

Marketing e problemas andam juntos. Um é a solução do outro. Dá para evitar, claro, mas se ele surgir, faça algo planejado para resolver. Pessoas aceitam erros, mas eles precisam ser consertados e sumir, pois outros virão.






Escrito por: Equipe Guia-se









Deixe um comentário










Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais





Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital
Fale com um de nossos consultores