Vitória

Rovena Storch e Fábio Klein

Mais informações


Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais




Vitória

Veja as oportunidades de Marketing Digital em Vitória



A cidade de Vitória é a capital do Espírito Santo e, por isso, é a mais importante do estado. Localizada na porção litorânea, é cercada por municípios como Vila Velha e Cariacica. A maior parte da cidade está na ilha de mesmo nome.

Pouco tempo depois da descoberta do Brasil e com a divisão do território em capitanias hereditárias, a região começou a ser ocupada. No início do século 16, os portugueses lutaram contra os indígenas e tiveram sucesso para fixar o assentamento. Em 1545, o território passou de povoamento para a categoria de vila.

No entanto, o local ainda sofreu ataques de holandeses, franceses e indígenas, o que atrapalhou o desenvolvimento. Em 1551, foi fundada a Vila Nova do Espírito Santo.

Apesar de ter sido ocupada desde cedo, ela estava isolada pela característica de ilha. Foi somente no século 19 em que isso começou a mudar. Em 1823, a vila se transformou em cidade. Nos anos seguintes, incorporou alguns distritos — inclusive, Vila Velha, que só voltaria a ser um município em 1943.

Com o desenvolvimento do estado, Vitória ganhou cada vez mais relevância, até se transformar na cidade atual.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população estimada em 2018 era de 358.267 pessoas. Como a área é de 96,536 km², a densidade demográfica é de 3.338,30 habitantes por km².
Ao falar de economia, o Produto Interno Bruto (PIB) da cidade é de cerca de R$ 21,7 bilhões. O valor per capita, que corresponde à divisão por habitantes, é de R$ 60.427,74. Trata-se do segundo maior valor para capitais do Brasil.

Quanto aos empreendimentos, Vitória tinha 18.824 empresas em 2012. Ao olhar as unidades, eram 19.775 no município.




Quanto ao número de funcionários assalariados por empresa, a capital apresentava 12,52. A cifra era maior que o total de 8,53 da média nacional.




A distribuição mostra que 28,90% dos estabelecimentos fazem parte do setor de comércio ou reparação de veículos. As atividades administrativas respondem por 16,72% dos empreendimentos, enquanto as científicas e técnicas, por 11,04%. Os estabelecimentos de alojamento e alimentação aparecem com 6,67% e isso faz sentido devido ao impacto do turismo.

Por ser a principal metrópole do estado, a taxa de urbanização do município já atingiu o valor de 100%. O crescimento populacional entre 1991 e 2000 foi de 1,38%, abaixo da média nacional. Em relação às características demográficas, há 53% de mulheres.




Em relação à distribuição de idade, Vitória é uma cidade moderadamente jovem. O total de pessoas abaixo de 15 anos era de 19,26% em 2010, enquanto o total da população acima de 65 anos era de 8,22%. O restante — 72,52% — ocupa a faixa de 15 a 64 anos.




Ao olhar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM), a cidade apresenta o elevado valor de 0,845, o que a posiciona como uma das melhores do país. Em 1991, o índice era de 0,644 e, em 2000, de 0,759.





Ao olhar para a população economicamente ativa de Vitória, é possível notar que não houve uma significativa variação na taxa de atividade das pessoas com 18 anos ou mais. O total era de 69,65% em 2000 e passou para 69,44% em 2010. Por outro lado, a de desocupação caiu de 14,57% para 6,70%. Quanto à formalização, a evolução FOI ainda maior: de 67%, o total saltou para 76,3%.

Quanto à distribuição, o setor de serviços absorveu 61,70% da população ativa, enquanto o comércio respondeu por 14,89%. A terceira atividade mais comum foi a indústria de transformação, com 6,69%.




Ao falar na economia, o primeiro setor não tem impacto significativo em Vitória. Áreas plantas e criação de animais são características comuns a cidades no entorno, em vez de Na capital.

Já o segundo segmento apresenta diversas indústrias de transformação, como de beneficiamento de minério e metalúrgicas. A maior parte da produção é para exportação, já que a capital conta com um imenso complexo portuário.

O terceiro setor, por sua vez, é o grande destaque. Os shoppings da cidade, as lojas e os locais de serviços chamam a atenção. Por causa das belas praias e diversas atividades, o turismo também movimenta a economia e gera ótimos resultados.

Agora, todos os negócios de Vitória podem contar com os serviços da Guia-se. A nova unidade oferece uma abordagem completa de marketing digital e ajuda o empreendimento a se destacar e a obter novos resultados.


continue lendo



Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital
Fale com um de nossos consultores