Joinville

Rafael Deschamps

Mais informações


Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais




Joinville

Veja as oportunidades de Marketing Digital em Joinville



Joinville é um município do estado de Santa Catarina, localizado na Região Sul do Brasil. Faz parte da Microrregião de Joinville e da Mesorregião do Norte Catarinense.
Com 562.151 habitantes (segundo dados do IBGE/2015) é o município com maior população do estado de Santa Catarina e o terceiro da Região Sul do Brasil, ficando atrás apenas de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, e Curitiba, capital do Paraná.
Entre os anos 2000 e 2010, a população de Joinville cresceu a uma taxa média de 1,61% por ano. Nesta década, a taxa de urbanização do município passou de 96,57% para 96,62%. O crescimento populacional do município é bastante representativo em números. Nos últimos 15 anos, o aumento foi de 23,6%.


Guia-se Marketing Digital em Joinville - Habitantes


Joinville está localizada a 180 km da capital catarinense, Florianópolis, e faz limite com as cidades de Araquari, Campo Alegre, Garuva, Guaramirim, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul e Schroeder.
O município apresenta território de 1.126.106 km², e sua densidade demográfica é de 457,58 habitantes por km².
Joinville exibe um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,809, a partir de dados de 2010, o que é considerado um resultado bem elevado. Em ordem das dimensões contribuintes está a longevidade (índice de 0,889), a renda (índice de 0,795) e a educação (0,749). O município ocupa a 21ª colocação, entre os 5.565 municípios brasileiros, segundo o IDHM.


Guia-se Marketing Digital em Joinville - IDHM


A renda per capita do município teve aumento de mais de 90% nas últimas duas décadas, passando de R$ 592,18, em 1991, para R$ 1.126,74, em 2010.


Guia-se Marketing Digital em Joinville - Renda


A taxa de atividade da população, entre os anos 2000 e 2010, passou de 68,21% em 2000 para 74,21% em 2010. Já a taxa de desocupação passou de 13,54% em 2000 para 4,28% em 2010.
Em 2010, das pessoas ocupadas, 1,65% trabalhavam no setor agropecuário, 0,13% na indústria extrativa, 28,41% na indústria de transformação, 6,52% no setor de construção, 0,92% nos setores de utilidade pública, 16,57% no comércio e 41,48% no setor de serviços.
A economia de Joinville é fomentada, principalmente pelo setor da indústria têxtil, do qual ocupa a 3ª posição de mercado no sul do país. Com excelente infraestrutura hoteleira e de comércio e serviços, é também referência em turismo de eventos. O município ainda se destaca pelos setores de tecnologia e informática, serviços, metalúrgico e químico. O município produz algo próximo a 19% do Produto Interno Bruto (PIB) global do estado de Santa Catarina.


Guia-se Marketing Digital em Joinville - Principais Atividades


Ao lado de outras duas cidades catarinenses, Itajaí e Blumenau, Joinville lidera o polo de indústria têxtil no estado. Algumas empresas que estão presentes no município são: Amanco, Britânia, Buschle & Lepper, Cipla, Docol, Döhler, Embraco, Krona General Motors, Lepper, Tigre, Tupy, Totvs, Siemens e Wetzel. A Tupy, sendo a maior metalúrgica do mundo, torna a cidade destaque no setor. Joinville é o maior polo industrial de ferramentas de porte nacional.
O município é conhecido por ser a Manchester Catarinense. O motivo para essa colocação tem início no final da Segunda Guerra Mundial. Naquela época o país parou de receber produtos industrializados vindo dos países europeus e teve que providenciar substituição. No decorrer das décadas de 50 e 80, Joinville cresceu de forma representativa, se tornando um dos principais polos industriais do Brasil. A relação com a cidade inglesa, Manchester, se dá também através da história, quando representou papel fundamental durante a Revolução Industrial no setor da indústria têxtil.
Joinville foi colonizada por alemães, suíços e noruegueses, assim como alguns outros municípios próximos. A herança deixada por esses pode ser observada na cultura, na arquitetura e na gastronomia. O município é um dos principais destinos turísticos do estado de Santa Catarina e oferece ao visitante inúmeras opções de passeios e atrações que retratam a história do povo que ali viveu, suas origens e a paixão pelo trabalho e desenvolvimento que possibilitou o cenário atual de Joinville.
Além de Manchester, Joinville possui outras chamadas “cidades-irmãs”. A definição para esse termo é a cooperação de cidades que criam laços com objetivos econômicos e culturais. Essas cidades geralmente possuem áreas geográficas e política distintas. O município catarinense tem parentesco também com o município de Zhengzhou, na China; Chesapeake, nos Estados Unidos; Spisska Nová Ves, na Eslováquia; Langenhagen, na Alemanha; Joinville-le-Pont, na França; e Schaffhausen, na Suíça.
Museus não faltam na cidade – para os apaixonados por história, Joinville não deixa por pouco. Além do Museu Nacional de Imigração e Colonização, o principal do município, há também o Museu Arqueológico de Sambaqui, o Museu de Fundição, o Museu de Arte, a Casa Fritz Alt e, por fim, o Museu Nacional do Bombeiro.
O Museu Arqueológico de Sambaqui possui um acervo de mais de 20 mil peças e é referência internacional na área. Entre os objetos do acervo estão conchas, esqueletos, pedras, ossos, cerâmicas e outras antiguidades encontradas no território do município e região e que datam mais de 4.000 anos.
Além dos museus, o município tem vários parques verdes. O Parque Ecológico Prefeito Rolf Colin é espaço de preservação da Mata Atlântica e da fauna da região, por exemplo. Também há outros parques importantes: o Parque Municipal da Ilha do Morro Amaral, que abriga sítios arqueológicos e manguezais; o Parque Municipal Morro do Finder; o Parque Zoobotânico; e as Áreas de Proteção Ambiental da Serra Dona Francisca e Quiriri.
Muito além da preservação ecológica, Joinville tem fama pelo uso de bicicletas. Em 1950 havia um carro para cada 111 pessoas.
Por fim, a cidade também é conhecida por ser a Cidade da Dança, por conta do Festival de Dança de Joinville, que é considerado o maior festival de dança do mundo. Segundo o livro Guinness dos Recordes, o evento reúne cerca de 6.500 bailarinos durante cada edição. Outro destaque para o local é que lá existe uma filial da Escola do Teatro Bolshoi, de Moscou, Rússia – uma das mais famosas companhias de Ballet e Ópera do mundo.

A Guia-se está presente em Joinville, em sede no Centro.


continue lendo



Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital
Fale com um de nossos consultores