Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais




Garopaba e Imbituba

Veja as oportunidades de Marketing Digital em Garopaba e Imbituba



Garopaba e Imbituba são dois municípios que fazem limitação entre si e estão localizados no litoral do estado de Santa Catarina, no Sul do Brasil.
A localização privilegiada junto ao litoral catarinense, e a aproximadamente 90 km da capital estadual, Florianópolis, faz com que os municípios sejam destinos turísticos importantes do estado.
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população estimada de Garopaba, em 2015, era de 21.061 habitantes; e a população estimada de Imbituba, 43.168 habitantes.
Entre os anos 2000 e 2010, a população de Garopaba e Imbituba cresceram, respectivamente, a uma taxa média anual de 3,26% e 1,45%, enquanto que no Brasil foi de 1,17%, no mesmo período.
Nesta década, a taxa de urbanização do município de Garopaba passou de 81,45% para 84,46% e Imbituba passou de 96,63% para 100,00%. Em 2010 viviam, 18.138 pessoas em Garopaba – destes 84,46% viviam na zona urbana e 15,54% na zona rural. Já a taxa de urbanização de Imbituba, no mesmo ano, era precisamente 100% urbana.


Guia-se Marketing Digital em Garopaba e Imbituba - Habitantes


Garopaba possui Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) de 0,753, segundo a última divulgação de dados, em 2010, o que situa esse município na faixa de Desenvolvimento Humano Alto. As dimensões que mais contribuem para o seu IDHM, respectivamente, são: Longevidade, com índice de 0,868; seguida de Renda, com índice de 0,737; e de Educação, com índice de 0,668.
Já o IDHM de Imbituba é de 0,765, situando-o, também, na faixa de Desenvolvimento Alto. As dimensões contribuintes são: a Longevidade, com índice de 0,868; seguida da Renda, com índice de 0,734; e da Educação, com índice de 0,703.


Guia-se Marketing Digital em Garopaba e Imbituba - IDHM


Vale dizer que a renda per capita média do município de Garopaba cresceu 253,04% nas últimas duas décadas, passando de R$ 222,32, em 1991, para R$ 468,80, em 2000, e para R$ 784,88, em 2010.
A proporção de pessoas vivendo em condições de pobreza, ou seja, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 140,00, passou de 45,46%, em 1991, para 16,27%, em 2000, e para 2,96%, em 2010.
Já a renda per capita média de Imbituba cresceu 132,94% nas últimas duas décadas, passando de R$ 330,05, em 1991, para R$ 500,55, em 2000, e para R$ 768,81, em 2010.
A proporção de pessoas vivendo em condições de pobreza, ou seja, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 140,00, passou de 38,32%, em 1991, para 14,58%, em 2000, e para 5,08%, em 2010.
Os dois municípios recebem muitos turistas, principalmente da região sul e de outros países latino-americanos e, por isso, têm sua economia fomentada, principalmente, pelo turismo.
As principais atividades econômicas, além do turismo, são a construção civil, a pesca artesanal e a agricultura de subsistência. Fomentada pelo turismo, os setores do comércio e a prestação de serviços são cada vez mais reconhecidos e importantes no fortalecimento do PIB local.
O crescimento econômico de Santa Catarina, que hoje é o sétimo estado brasileiro com maior PIB, também se reflete nas duas pequenas cidades litorâneas. Um estudo do Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa, o SEBRAE, divulgado em 2010, aponta que entre 2002 e 2006 a economia do município cresceu 106,7% — o que é considerado um ótimo desempenho, acima dos 67,2% que o estado cresceu no mesmo período.
Outro elemento que fomenta a economia local é o Porto de Imbituba, que movimenta cerca de 500 mil toneladas por mês, alavancando a economia da região e atraindo os olhares de grandes investidores e empreendimentos.
Prova disso é a multinacional norueguesa Proso Managment, que assinou com o governo do Estado um acordo de cooperação técnica com o fito de dar início aos estudos de instalação de uma fábrica de contêineres para transporte de gás natural liquefeito (GNL). Se concretizado, o negócio terá investimento de US$ 4 bilhões.
Às margens da BR-101, o Distrito Industrial já tem todos os lotes vendidos. Até o final do ano de 2016, está previsto que mais cinco empresas devem ser abrigadas naquela região entre os municípios, gerando cerca de 400 empregos diretos.
No ano corrente de 2016, Garopaba conta com 2.844 empresas ativas. Dessas, 92,6% são empresas de pequeno e médio porte (MPEs).
A taxa de atividade da população de 18 anos ou mais, ou seja, a parte da população economicamente ativa passou de 62,96% em 2000 para 68,05% em 2010. Ao mesmo tempo, sua taxa de desocupação passou de 7,90% em 2000 para 4,94% em 2010.
Em 2010, das pessoas ocupadas na faixa etária de 18 anos ou mais do município, 8,10% trabalhavam no setor agropecuário; 0,00% na indústria extrativa; 10,91% na indústria de transformação; 15,84% no setor de construção; 0,72% nos setores de utilidade pública; 17,73% no comércio; e 43,49% no setor de serviços.
Em Imbituba, são 4.767 empresas ativas, sendo que 92,2% delas são de pequeno ou médio porte.
A taxa de atividade da população de Imbituba passou de 60,27% em 2000 para 63,16% em 2010; e a taxa de desocupação passou de 12,12% em 2000 para 5,16% em 2010.
No mesmo ano, das pessoas ocupadas na faixa etária de 18 anos ou mais do município, 7,75% trabalhavam no setor agropecuário; 0,57% na indústria extrativa; 8,16% na indústria de transformação; 13,51% no setor de construção; 0,75% nos setores de utilidade pública; 17,75% no comércio; e 46,15% no setor de serviços.
A Guia-se está presente em ambos os municípios, Garopaba e Imbituba, disponibilizando seus serviços em marketing digital com suas unidades que beneficiam os negócios locais.


continue lendo



Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital

0800 Guia-se

Ligue gratuitamente e fale com um de nossos consultores

Ligue agora!

Fale conosco

Ou se preferir, preencha nosso formulário!

Enviar Mensagem


Fale com um de nossos consultores