03 fev 2015

Comércio eletrônico avança no Brasil

Loja Virtual




Comércio eletrônico avança no Brasil
Dê uma nota!




guiase-comercio-eletronico

Compras de brasileiros no comércio eletrônico movimentaram bilhões em 2014

A comodidade de comprar produtos em poucos minutos, sem enfrentar o trânsito e filas em comércio, atrai cada vez mais os brasileiros. O comércio eletrônico continua crescendo no Brasil e a estimativa é que 2014 tenha fechado com a marca de R$ 35 bilhões em faturamento no setor.

O relatório WebShoppers, da E-Bit, empresa que analisa o comércio eletrônico nacional, mostra a evolução do e-commerce, tendências e estimativas, as mudanças de comportamento e preferências.

Os dados do ano passado da pesquisa apontam que o comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 16,06 bilhões no primeiro semestre de 2014, superando o mesmo período em 2013 (quando registrou R$ 12,74 bilhões), e com crescimento nominal de 26% no setor.

O número de pedidos neste período foi de 48,17 milhões, sendo 36% maior em relação ao primeiro semestre de 2013. O tíquete médio ficou em R$ 333,40, neste caso menor, já que anteriormente foi de R$ 359,48.

Para o segundo semestre de 2014, a previsão era fechar com crescimento no setor de e-commerce, próximo a 15%. Segundo a E-bit, o faturamento no ano de 2014 deve chegar a R$ 35 bilhões. O valor representa um crescimento nominal de 21% com relação a 2013, alcançando 104 milhões de pedidos no comércio eletrônico brasileiro.

Como sempre, a categoria Moda e Acessórios continua liderando as vendas no comércio eletrônico, com 18% do volume total de pedidos, sendo seguida por Cosméticos e Perfumaria (16%) e Eletrodomésticos (11%).

O relatório da E-bit mostra ainda que o e-commerce ganhou 5,06 milhões somente no primeiro semestre de 2014, representando um crescimento de 27% com relação ao mesmo período de 2013.

 

Mobile

Quando se fala em compra pela internet, não se pode esquecer dos dispositivos móveis. O faturamento das transações realizadas através este tipo de aparelho no Brasil mais que dobrou nos primeiros seis meses de 2014 em comparação com o mesmo período de 2013, apresentando R$ 1,13 bilhão – diante dos R$ 560 milhões do ano anterior, uma variação de 102%. De janeiro a junho de 2013 foram feitos 1,278 milhão de pedidos, que em 2014 chegou a 2,890 milhões. O tíquete-médio, porém, foi reduzido em 11% para R$ 391, nesta mesma comparação.

Das compras realizadas em aparelhos móveis, 60% são originadas em tablets, enquanto os 40% restantes são de smartphones (via sites sem uso de APPs). As três categorias mais vendidas são: Moda e Acessórios (17,5%), Cosméticos, Perfumaria e Saúde (17,4%) e Eletrodomésticos (11,1%).

 

Perfil

O relatório da E-Bit referente ao comércio eletrônico mostra ainda que 57% dos consumidores são mulheres, a maior parte na faixa etária entre 35 e 49 anos (39%). Os homens representam os 43% restantes, acompanhando a média feminina por idade.

Os dados evidenciam o crescimento do comércio eletrônico e as oportunidades para empresas que ainda hesitam em ingressar no mercado virtual. Precisa de ajuda? A Guia-se pode te ajudar. Saiba mais aqui.






Escrito por: Equipe Guia-se







Comércio eletrônico avança no Brasil
Dê uma nota!


Deixe um comentário










Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais





Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital

0800 Guia-se

Ligue gratuitamente e fale com um de nossos consultores

Ligue agora!

Fale conosco

Ou se preferir, preencha nosso formulário!

Enviar Mensagem


Fale com um de nossos consultores
X

Calma! Não vá embora ainda!

Nos ajude a entender melhor o que precisa.







Encontrou o que queria?


Foi fácil navegar?


Dê uma nota em nosso site


Quer falar com a gente?


Please leave this field empty.