11 dez 2017

O que a Magazine Luiza fez?

Planejamento Estratégico




O que a Magazine Luiza fez?
Dê uma nota!




O Black Friday é uma data quem tem ganho cada vez mais importância no dia a dia do varejo online. Algumas marcas tentam enganar o consumidor, acreditando que há um monte de pessoas desligadas e desatualizadas, mas outras surpreendem inovando e entendendo o verdadeiro espirito da data.

Black Friday, ou 6a feira negra, é uma data muito importante nos Estados Unidos, pais onde ela foi criada. Lá, as marcas cumprem o que prometem, vendendo produtos com 50% de desconto mesmo. No Brasil, além da marca Black Friday já ter virado uma data aleatória, com Black Friday em Julho, Semana Black Friday, Black Friday na 2a feira e por ai vai, nem todas as lojas cumprem o que prometem. Aqui, essa data é conhecida por vender o dobro pela metade, ou seja, um produto que custa o ano todo R$ 1.000,00, a loja, uma semana antes, eleva para R$ 2.000,00 e na ultima 6a feira do mês de Novembro, data do tradicional dia, o preço volta para R$ 1.000,00, quando na verdade, nesse dia, a marca precisava vender esse produto por R$ 500,00.

A história do Black Friday é interessante. Ela ocorre no dia seguinte ao feriado do Dia de Ação de Graça, no EUA e tem como objetivo dar inicio a temporada de compras para o Natal. O nome tem origem na década de 90, na Filadelfia (EUA) onde a policia local chamava de Black Friday a 6a pós Dia de Ação de Graças, Era conhecido assim pelo grande transito na cidade motivado pelas compras de Natal. O dia não é oficialmente feriado, mas muitas empresas emendam o feriado de 5a, Ação de Graça, com o fim de semana, deixando essa 6a livre para compras.

Anos mais tarde, o varejo adotou essa data como um dia de promoção, onde as lojas além de descontos de até 50%, abrem mais cedo motivando as pessoas a fazer as compras de Natal. Nos EUA, esse é o dia de maior venda em todo o ano.

Em 2010, o Brasil fez a sua primeira ação de Black Friday com apenas 50 varejistas. O resultado foi bom, mas ali já começou a aparecer o “jeitinho brasileiro” de elevar valores alguns dias antes para no dia do Black Friday voltar ao preço normal dizendo ser desconto. Já em 2011, os consumidores começaram a monitorar preços e disponibilizar prints em suas Redes Sociais denunciando as empresas “malandras”. Em 2013, mais de 770 milhões de reais foram vendidos apenas na ultima 6a feira daquele ano. Em 2016, o valor passou de 2,1 bilhão de reais em vendas, o que consolidou de vez a data no varejo brasileiro.

Black Friday no Brasil se torna definitivamente uma importante data. As grandes lojas online contratam equipes temporárias apenas para essa data. Não é raro ver pessoas que trabalham nesses e-commerces postando fotos na madrugada de 5a para 6a com todo o time na empresa. Se trabalha 24, 30, 40h seguidas. No sábado, pós Black Friday, normalmente é dedicado ao descanso dos guerreiros, mas é um dia de muito trabalho nas empresas de logística para as entregas. Imagine que se o Ticket Médio dessa data foi de R$ 400,00, apenas em 2016 mais de 5,3 milhões de produtos foram comprados e entregues. Uma verdadeira operação de guerra! Nem só os grandes e-commmerces entram no Black Friday, praticamente todos. É também o dia que o consumidor mais deve receber e-mails marketing de promoção no ano!!! Por isso tudo que é preciso se destacar no mercado ou será mais um. O Magazine Luiza fez exatamente isso, inovou, quebrou paradigmas e fez uma das mais sensacionais ações do mercado de e-commerce dos últimos tempos.

Chamado de Black Post da Magalu, pessoas puderam comprar uma TV 4K de 55 polegadas por R$ 999,00, Smartphone de R$ 3.500,00 por R$ 299,00 e Notebooks de R$ 1.600,00 por R$ 99,00. Até ai, você pode estar pensando que eles são loucos de dar até 90% de desconto em produtos, mas é nesse momento que a Magazine Luiza inova. O consumidor não sabia que estava comprando uma TV por R$ 999,00 ou um Smartphone por R$ 299,00. Ele apenas comprou o produto por esse valor sem saber ao certo o que era!

De acordo com o Portal InfoMoney, o Magazine Luiza noticiou que mais de 700 pessoas participaram da ação, comprando no escuro. O publico foi impactado apenas com a informação do preço que pagariam pelo “produto secreto”, seguidores do Magalu escolheram entre oito ofertas diferentes, escondidas nos chamados de caixas pretas virtuais, ou seja, o consumidor comprava um produto apenas sabendo o preço. E mais de 700 pessoas fizeram isso. Um único post da ação gerou 335 mil interações e mais de 25 milhões de visualizações. Sem dúvida, uma repercussão e tanto para a marca. O vídeo que mostra o resultado da ação passa dos 1,8 milhões de views.


Black Post Magazine Luiza


Isso mostra que e-commerce não é apenas preço e produto. É marca! Uma reportagem do Jornal Meio e Mensagem mostrou que, nas compras do Black Friday, o preço é o principal fator de decisão, porém, a loja é o segundo. Entre comprar uma TV na loja A ou B, o consumidor está optando na loja que para ele, é mais confiável, que tem uma marca mais forte. Isso é algo antigo no processo de compra do consumidor, mas que o e-commerce deixa de lado pensando apenas em vendas e vendas.

De acordo com levantamento do Google, realizada em parceria com a Provokers, sobre o comportamento do consumidor na data, o valor dos produtos é relevante como decisão para 49% das pessoas. No entanto, confiança na loja, 27%, e confiança na marca, 13%, vêm crescendo de forma considerável nos últimos anos. Apenas reforça que construção de marca é algo importante e constante.

A ação do Magazine Luiza se deu dias antes do Black Friday. Os resultados foram apresentados um dia antes do Black Friday de 2017, gerando um Buzz no mercado e no consumidor muito positivo. O objetivo da ação era mostrar um posicionamento interessante, uma vez que o tema da campanha era “Quem confia no Magalu, sempre se dá bem”. Posicionamento interessante, uma vez que no dia seguinte a ação, o assunto ainda estaria fervendo na cabeça das pessoas e com certeza, muita gente olhou com bons olhos para a loja para fazer sua compra. O preço definiu, mas entre pagar um pouco mais caro na Magazine Luiza ou em outra loja, o consumidor com certeza optou pelo Magazine Luiza pelo aumento de confiança da marca com o publico!






Escrito por: Equipe Guia-se







O que a Magazine Luiza fez?
Dê uma nota!


Deixe um comentário










Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais





Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital

0800 Guia-se

Ligue gratuitamente e fale com um de nossos consultores

Ligue agora!

Fale conosco

Ou se preferir, preencha nosso formulário!

Enviar Mensagem


Fale com um de nossos consultores
X

Calma! Não vá embora ainda!

Nos ajude a entender melhor o que precisa.







Encontrou o que queria?


Foi fácil navegar?


Dê uma nota em nosso site


Quer falar com a gente?