26 jul 2017

Como desenvolver temas para blog gerando conversões em vendas

Planejamento Estratégico




Como desenvolver temas para blog gerando conversões em vendas
5 (100%) 3 votes




Aprenda a escolher os melhores temas para blog e como expandir os temas que você já tem trabalhado para vender mais


Temas para blog

Criar conteúdo de qualidade é um dos maiores desafios que um marca pode enfrentar. Principalmente se a intenção é aumentar o tráfego do site e a conversão em vendas por meio de artigos em blogs. Algumas empresas até conseguem começar cheias de energia, mas aos poucos acabam tendo dificuldade em encontrar temas para blog e desistem dessa estratégia. O objetivo deste artigo é tornar mais prático o processo de criação de conteúdo inédito e inovador. Se você se sente pressionado e até “bloqueado” quando começa a buscar temas para blog, este texto é para você. Continue lendo e descubra como gerar mais conversões no seu site com bons artigos.

Você já deve ter ouvido falar em Inbound Marketing. Essa estratégia busca atrair o público-alvo, ao contrário do marketing antigo que oferece produtos e serviços. No Inbound, ter um blog é um elemento fundamental para cumprir a meta da primeira fase do processo que é ATRAIR. Antes de continuar falando sobre temas para blog, vamos entender como o Inbound Marketing funciona. E também vamos ver como as agências de marketing digital podem colocar esse método em prática.


Inbound Marketing: atrair, converter, fechar e encantar


Conhecido como Novo Marketing, o objetivo do Inbound é atrair potenciais clientes até a marca, fazendo com que eles encontrem a empresa (não o contrário). A estratégia busca se comunicar o público e entender suas necessidades, a fim de ajudá-los e, por fim, encantá-los. O Inbound Marketing busca leads qualificados, ou seja, quer atrair pessoas realmente tenham interesse nos serviços e produtos que a sua empresa oferece. Resumindo, esse modelo de marketing atrai as pessoas certas o que aumenta as chances de conversão.

O primeiro passo no Inbound Marketing é atrair. E a dúvida principal é: como atrair as pessoas certas para o seu site?

Um site sem visitantes não vende, mas o que essa estratégia mostra é que procurar esses compradores pode ser um trabalho em vão. No Inbound Marketing gasta-se mais tempo na construção de algo que realmente desperte a atenção das pessoas, que se interessam pelo assunto por espontânea vontade. E um das formas de fazer isso é com um blog. Normalmente, é preciso ter uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo, um dos principais pilares do Inbound Marketing, para que tudo funcione como o esperado. Um bom blog precisa de um planejamento baseado nas características do público-alvo e, principalmente, nas etapas do processo de compra. Ou seja, o blog ideal orienta o usuário na jornada de compra, mas cria relacionamento com seu público.

Agora que você já saber um pouco mais sobre Inbound Marketing, que tal aprender como funciona a jornada de compra? Continue lendo este artigo e descubra como ela pode ajudar uma marca a desenvolver temas para blog.


Temas para blog: jornada de compra


A jornada de compra está dividida em quatro etapas:

Aprendizado e descoberta

Quando o comprador ainda nem sabe muito que tem um problema ou oportunidade de negócio. Nessa etapa, o objetivo é despertar o interesse da pessoa por algum assunto que a interesse e fazer com que ela perceba que tem um problema ou uma boa oportunidade de negócio.

Reconhecimento do problema

O comprador que já identificou que tem um problema/oportunidade de negócio está neste etapa. Aqui, ele começa a pesquisar mais sobre esse assunto e buscar possíveis soluções.

Consideração da solução

O consumidor que já conhece as soluções para resolver aquele problema e começa a avaliar as alternativas está nesta etapa. A ideia aqui é criar um senso de urgência para que comprador se empenhe em resolver o problema.

Decisão de compra

A última etapa da jornada é quando o comprador está comparando as opções disponíveis e vendo qual melhor atende suas necessidades. Nesta etapa, o importante é ressaltar os diferenciais das soluções propostas pela marca/empresa em questão.

Você já entendeu como funciona a jornada de compra? Então, agora é hora de entender porque é preciso nutrir os leads nas quatro etapas até a conversão. Continue lendo este artigo e saiba como criar temas para blog em cada etapa.


Os temas para blog vão nutrir todas as etapas da jornada de compra?


Sim, no modelo ideal para criação de conteúdo para um blog espera-se que as marcas desenvolvam temas para blog que atendam desde o usuário que não tomou conhecimento do problema/oportunidade, até aqueles que já estão comparando preços de soluções. Entretanto, o que a maioria das empresas faz é lidar com os leads que estão apenas na última etapa de compra, ou seja, aqueles que já estão comprando a solução. O grande problema é que fazendo isso a empresa está abrindo mão da maioria dos compradores, aqueles que estão outras etapas da jornada. Por isso, o ideal é trabalhar temas para blog que atendam todas as demandas dessa jornada.

Na primeira fase do processo de Inbound, o desafio é atrair muitos leads, que podem estar em qualquer das quatro etapas da jornada de compra. Na sequência, é preciso fazer um bom trabalho de relacionamento, para que esses leads consigam entender que a solução mais interessante é aquela que a marca em questão oferece, e assim realize a conversão.

A ideia aqui é que os conteúdos desenvolvidos para a primeira etapa da jornada “plantem o problema/oportunidade” na cabeça do usuário. Já os artigos escritos para a segunda etapa podem apresentar mais detalhes sobre o assunto e apontar as soluções plausíveis. Já o conteúdo da terceira etapa tende a ser mais específico e precisa gerar no leitor a sensação de urgência em resolver aquela situação. Nos artigos desenvolvidos para a última etapa é a hora de mostrar porque a solução da empresa vale mais a pena que qualquer outra opção.

Ao entender a jornada de compra é possível aproveitar melhor o processo de nutrição de leads e garantir mais vendas.


Como criar temas para blog de forma rápida e prática


Para iniciar este processo você pode criar mapas mentais ou listas de títulos. A forma mais fácil de fazer isso é pegando uma folha de papel e escrevendo pelo menos cinco palavras-chave sobre o nicho de mercado no qual a empresa está inserida. Por exemplo, se a marca em questão for um e-commerce especializado em produtos para o cabelo. Após uma pesquisa rápida você descobrirá as palavras-chaves mais relevantes para o segmento. Para isso você pode utilizar o um planejador de palavras-chaves, como o Google Keyword Planner.

Digamos que as palavras são:

– Loiro platinado
– Escova progressiva
– Shampoo Low Pow
– Cabelos cacheados
– Cortes de cabelo


Primeira etapa


Agora é a hora de expandir esses temas para blog a fim de atender todas as etapas da jornada de compra. Para exemplificar, vamos utilizar a palavra-chave “Loiro platinado”. Para a etapa de aprendizado e descoberta, você precisa de um artigo mais generalista, que ajude o leitor a tomar consciência de que ele tem um problema, por exemplo:

– Cuidados com o cabelo loiro platinado

Neste artigo você pode falar sobre a hidratação dos cabelos, sobre o período para retoque da raíz, que tipo de shampoo usar, quando é preciso tonalizar o loiro e até sobre a necessidade de cortar o cabelo para ter um cabelo loiro platinado mais saudável.


Segunda etapa


Na segunda etapa, o consumidor já reconheceu o problema, neste caso, que o cabelo loiro platinado precisa ser tonalizado para não ficar amarelo. A ideia aqui é trabalhar um artigo que mostre as várias soluções para o problema. Um bom formato de texto nesta fase são as listas de dicas. Eles costumam funcionar muito bem e são um excelente modelo de temas para blogs.

– 5 dicas para ter um loiro platinado sem amarelar

O caminho neste ponto é descrever as diversas opções que o consumidor pode encontrar, como tonalizar o cabelo no salão de beleza, usar um tonalizante em casa, fazer receitas caseiras até chegar a solução que a marca gostaria que o consumidor aceitasse, neste caso usar produtos desamareladores, como shampoo, condicionador e máscara.


Terceira etapa


A penúltima etapa de compra merece bastante atenção. Os artigos para esta etapa precisam mostrar ao leitor o quanto é importante ele solucionar o quanto antes o problema, que ele já descobriu que tem. No caso do exemplo que estamos trabalhando, a pessoa com o cabelo platinado acabou de descobrir que precisa fazer alguma coisa para evitar que o cabelo fique amarelo, pois isso vai acontecer cedo ou tarde. O artigo desta etapa precisa deixar claro que usar um kit desamarelador é a melhor opção para manter o loiro platinado. Por exemplo:

– Como funcionam os produtos desamareladores de loiro platinado

O artigo já pode trazer mais detalhes sobre o processo: como os produtos devem ser utilizados; com que frequência; como o pigmento azul ou roxo desses produtos age no loiro; a importância da cor do produto não manchar o cabelo; como escolher produtos desamareladores que não ressecam o cabelo. Estes são só alguns exemplos de como expandir o tema.


Quarta etapa


Por fim, é a hora de criar um tema para a última etapa de compra, aquela que a maioria das empresas costuma priorizar. A ideia aqui é mostrar porque o seu produto/serviço deve ser escolhido diante de tantas opções no mercado. No caso de um e-commerce de produtos para o cabelo multimarcas, é bem provável que exista mais de um produto para essa função, então o artigo pode ser:

– Conheça os melhores produtos desamareladores de loiro platinado.

Ou, se for uma marca própria, centralize o tema naquele produto:

– Conheça o melhor desamarelador de loiro platinado

Como dissemos, ao descrever as etapas da jornada de compra, é neste ponto que a empresa vai destacar os seus pontos fortes e fazer com que o leitor decida pela compra do produto. Entretanto, desde o primeiro artigo é importante que a marca sinalize de alguma forma como o leitor pode comprar um produto. Uma boa estratégia é inserir hiperlinks que levem o usuário de um artigo para o outro e também para o local onde ele possa realizar a compra. Neste caso, a página dos produtos no e-commerce. A ideia não é oferecer o produtos empurrando-o para o consumidor, mas dar a ele a opção de conhecer a marca e os produtos/serviço.


Fatores importantes para criar temas para blogs


Em alguns segmentos, a jornada de compra pode levar dias, no caso de imóveis, por exemplo, meses e até anos. Em outros, essa jornada pode levar algumas horas, e é importante que o usuário tenha disponível todas as informações que precisa no blog da marca em questão. É claro que o processo de Inbound Marketing conta ferramentas tão importantes quanto o blog, mas para o processo de atração ele é crucial. Afinal, quem hoje não utiliza os buscadores, como o Google, para tirar dúvidas e pesquisar?

Nesta fase, as redes sociais também são muito importantes. Muitas vezes, o usuário só tomará conhecimento de um artigo porque ele apareceu na linha do tempo e por curiosidade o consumidor acessou aquele conteúdo.

Outro fator muito importante é a otimização desse conteúdo para motores de buscas, o tão conhecido SEO (Search Engine Optimization). É importante prestar atenção nisso se a marca quer ter destaque com os temas para blog. Afinal, não adianta ter um conteúdo de qualidade se nenhum usuário vai encontrá-lo ao fazer uma busca no Google, por exemplo.


Como expandir ainda mais seus temas para blog


Para alguns segmentos, seguir o passo a passo acima pode ser mais difícil. Por isso, uma boa estratégia é expandir temas para blog a partir de artigos que você já tem. Por exemplo, volte nos artigos ou na postagem do artigo nas redes sociais e use uma pergunta ou ideia deixado por um leitor nos comentários para desenvolver um novo artigo.

Você também pode explorar um ponto de vista contrário do que já foi escrito num artigo anterior. Outra opção é tornar algum assunto teórico e em um artigo prático, que possa ajudar os usuários a fazer alguma coisa. Outra opção é usar uma notícia para escrever um artigo de “opinião”.


Dez dicas para desenvolver os temas para blog


1 – Anote todas as ideias que tiver, mesmo as que não parecem relevante
2 – Tenha à mão um bloquinho de papel, um gravador ou o próprio bloco de notas do celular.
3 – Quando for escrever, mantenha a atenção ao textos. Evite dispersões.
4 – Escolha um lado. O seu artigo precisa ter um posicionamento. Isso é muito importante.
5 – Seja inovador. Não tenha medo de fazer algo novo na linguagem ou no formato do artigo.
6 – Cada pessoa produz de uma forma. Descubra como você gosta de trabalhar e desenvolva seus conteúdos dessa forma.
7 – Não demore muito para finalizar um texto. O prazo ideal é 24 horas. Se não acabou, talvez esse artigo nem precise ser escrito. Por isso, só comece um texto se estiver num dia bom para escrever.
8 – Você pode reescrever, se inspirar, mas nunca copiar um artigo. Um conteúdo duplicado não é localizado pelos motores de buscas, além de ser ilegal e imoral.
9 – Pesquise conteúdo em inglês. As chances de você conseguir desenvolver algo inédito em português a partir de textos em inglês que não foram traduzidos é maior.
10 – Parta do princípio que você nunca vai agradar todos os seus leitores. Você aprenderá com os erros e só assim saberá qual o tipo de conteúdo que o seu público quer ler.


Temas para blog: Conclusão


Ter um blog que ajude uma empresa a vender mais não é uma missão tão fácil quanto parece. Além de um bom planejamento estratégico, é preciso ter boas ideias para conseguir desenvolver temas para blog que realmente consigam fazer a diferença. Depois de ler este artigo, você provavelmente já sabe o que precisa ser feito para desenvolver temas para blog e para ter sucesso em vendas com esses artigos.

Vale lembrar que criar posts fica bem mais fácil quando você descobre as palavras-chave que quer trabalhar. Isso pode ser feito mensalmente. Assim você já planeja os temas que vai trabalhar no blog durante todo o mês e não precisa ficar buscando ideias o tempo todo. Por isso, usar um planejador de palavras-chave é muito importante para a sua estratégia de marketing digital.

Experimente colocar essas dicas em prática e crie temas para blog mais rápido do que antes e mais eficientes quando o assunto é conversão em vendas. No início, pode parecer difícil pensar em todas as etapas da jornada de compra. Mas, aos poucos, essa será uma ação natural. Principalmente, depois de ver os resultados.






Escrito por: Equipe Guia-se







Como desenvolver temas para blog gerando conversões em vendas
5 (100%) 3 votes


Deixe um comentário










Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais





Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital

0800 Guia-se

Ligue gratuitamente e fale com um de nossos consultores

Ligue agora!

Fale conosco

Ou se preferir, preencha nosso formulário!

Enviar Mensagem


Fale com um de nossos consultores
X

Calma! Não vá embora ainda!

Nos ajude a entender melhor o que precisa.







Encontrou o que queria?


Foi fácil navegar?


Dê uma nota em nosso site


Quer falar com a gente?