05 jul 2017

O que é call to action? Conheça a melhor estratégia para captar leads

Criação de Site




O que é call to action? Conheça a melhor estratégia para captar leads
5 (100%) 1 vote




Aprenda o que é call to action e comece a utilizar o quanto antes em seu site, blog, e-mail marketing, anúncios e redes sociais


Guia-se Agência de Marketing Digital - O que é Call to Action


Você pode não ter percebido, mas ao longo da sua vida estava rodeado de call to action. O “empurre e puxe” das portas, o “sorria, você está sendo filmado” nas paredes, e até as luzes de um semáforo. Essa sinalizações nos indicam o que fazer dentro de um determinado contexto. Ou seja, elas nos levam a praticar uma ação. Na internet, elas funcionam da mesma forma e indicam um caminho que devemos seguir. Por exemplo, você já deve ter visto uma chamada para preencher um formulário em um site ou um botão oferecendo o teste gratuito de algum aplicativo. Até mesmo um link, em uma postagem no Facebook, pode ser considerado um call to action, afinal, está convidando o leitor a praticar uma ação e acessar aquele conteúdo. Continue lendo este artigo e descubra mais sobre o que é call to action.


O que é call to action?


O termo call to action em português significa “chamada para ação”. Isso, por si só, já responde a pergunta o que é call to action, também conhecido no ambiente do marketing digital como CTA, que é qualquer chamada, seja ela visual ou textual, que leve usuário a realizar alguma ação. Por isso essa é a ferramenta primordial quando o assunto é gerar leads e promover um negócio. Funciona como um convite para o próximo passo que se espera de um potencial cliente. Antes de fazer um call to action é preciso levar em consideração em que ponto do funil de vendas o usuário está e qual o próximo passo para efetuar a conversão.

Por exemplo, em um e-commerce o CTA primário é um botão de comprar ou adicionar ao carrinho. Ele é aquele que apela para a funcionalidade da página, que é vender os produtos dispostos ali. Entretanto, também é possível utilizar CTAs secundários no mesmo ecommerce. Por exemplo, um formulário para captura de e-mail para newsletter. O foco deixa de ser a venda propriamente dita e se transforma na geração de um lead qualificado para uma venda futura.


O que é call to action: por que usar


Agora que você já sabe o que é call to action, você precisa entender a importância dele para o seu negócio. Há algum tempo especialistas que atuam em agências de marketing digital falam sobre a importância da experiência do usuário em sites, aplicativos e até nas mídias sociais. O CTA colabora para que essa experiência seja melhor, pois facilita a navegação do usuário, tornando mais claro o objetivo de cada espaço virtual. Além dos tradicionais CTAs, que chamam para uma compra, blogs e sites informativos também podem utilizá-lo propondo enquetes, inscrições em feeds, e até para indicar um aplicativo.

Vale ressaltar que os CTAs precisam ser claros, objetivos e ter uma forte relação com proposta de cada negócio. Além disso, eles devem cumprir aquilo que prometem, porque ninguém gosta de clicar em um botão ou link para realizar uma ação e se deparar com algo completamente diferente do que foi proposto.
Um conceito que é bem difundido no marketing é o AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação). Segundo esse princípio, desde o momento em que acessamos um site ou olhamos um anúncio, até o instante em que agimos, passamos por quatro etapas. A atenção é o momento em que conquistamos um visitante e fazemos com que ele continue a navegando. Já o interesse acontece quando o usuário decide buscar mais informações sobre uma oferta. O desejo nada mais é do que a análise detalhada de uma oferta, a fim de decidir se ela realmente vale a pena. A ação, por fim, é a conversão. Os CTAs são utilizados principalmente nas etapas de atenção e interesse, e na ação.


O que é call to action: como criar o seu CTA


Até aqui já explicamos o que é call to action e porque utilizá-los no processo de conquista do usuário e vendas. Agora, é hora de aprender as criar um CTA eficiente. A primeira regra é: o call to action jamais deve vir sozinho e sem contexto. O ideal é que ele resuma a proposta de valor da oferta e diga o que acontecerá após o clique. Confira os passos para uma boa chamada para ação:


Qual estágio no Funil de Vendas será direcionado o CTA


A primeira coisa a fazer antes de criar um call to action é definir em qual estágio do funil de vendas ele estará e quem ele está atraindo. Por exemplo, é mais interessante chamar um visitante que acaba de conhecer o seu negócio para baixar um ebook ou para um webinar, do que para testar um produto. Na primeira opção, o usuário seria educado e seguiria para os próximos estágios do funil, o que aumentaria as chances desse visitante se tornar uma lead. Um CTA que chama para um teste gratuito é direcionado uma pessoa que está no meio ou fundo do seu funil de vendas, quase pronto para comprar.


Quem são seus visitantes


O segundo passo na hora de criar um CTA eficiente é considerar quem é a audiência do site em questão ou quem são os seguidores nas mídias sociais daquele negócio. Assim, você pode aproveitar para oferecer algo exclusivo para um segmento específico da sua audiência. A melhor forma de fazer isso é analisando os interesses desse persona, descobrir quais são as necessidades do público e quais problemas se quer resolver. Dessa forma, fica mais fácil acertar na chamada para ação, pois a marca estará apontando para uma solução real.

Quando você sabe em que nível de conhecimento o persona está, também fica mais fácil construir CTAs eficazes. Por exemplo, um post no blog de uma escola de tênis sobre “5 peças de equipamentos de tênis que você tem que ter” vai atingir pessoas que acabaram de começar a praticar tênis ou que querem começar. Já para um tenista avançado seria mais interessante um ebook sobre “estratégias de jogo que todo bom tenista precisa conhecer”.

Você já sabe o que é call to action? Continue lendo e aprenda a escrever uma boa chamada para ação.


O que é call to action: como escrever um bom CTA


Use verbos no imperativo ou no infinitivos no início da frase (ou no botão) e seja específico. Deixe claro qual ação você espera que seu visitante ou seguidor realize. Por exemplo: “Faça o downlod do seu eBook aqui” ou “Fazer download do ebook”, “Peça um orçamento por e-mail” ou “Pedir um orçamento”. Descubra, no contexto do seu negócio, qual funciona melhor e use.

Crie o princípio da urgência. Use palavras como “hoje” e “agora” para mostrar o quão fácil e imediata é a ação. Também deixe em evidência os benefícios daquela ação, com número se possível. “Compre agora com 50% de desconto” ou “Peça hoje e ganhe R$ 25 de desconto” são exemplos dessa prática.

Faça sua CTA parecer interessante. Embora óbvio, muitas marcas esquecem disso e criam chamadas sem qualquer interesse do público. O usuário só vai realizar a ação se realmente despertar o interesse dele.

Se o call to action for um link, mantenha-o sublinhado ou em uma cor diferente do resto do texto. Já se for utilizar um botão, deixe-o com a aparência de clicável. Antes de liberar a chamada, certifique-se que tudo que funciona e vai para o lugar certo quando o público clicar.


O que é call to action: qual o formato ideal?


Você já sabe o que é call to action, também já leu sobre a importância dele na geração de leads e até já recebeu dicas de como escrever uma chamada para a ação a fim de torná-la mais convidativa. Agora você precisa saber um pouco mais sobre as opçãos de CTA, mas em geral, são três tipos:


Botões


Esse formato é muito comum em páginas inicias de sites, formulários, lojas virtuais e campanhas de e-mail marketing. Eles facilitam a ação depois da tomada de decisão.


Banners


Este é o formato mais utilizado em blogs, mídias sociais e anúncios em redes de display, pois a imagem traz mais informações que o botão. Nos blogs, ele pode estar na barra lateral, por exemplo, fazendo com que conforme o usuário lê o artigo, note a presença dele ali.


Links


Embora pareça impossível, os links não são exclusividade dos blogs e sites de conteúdo. É possível utilizar links em campanhas de e-mail marketing, ebooks e até vídeos.


O que é call to action: objetivo


Se você sabe o que é call to action, deve saber também que sem um objetivo, essa chamada não serve para nada. Cada marca/empresa pode definir seus objetivos e começar a produzir, entretanto, alguns deles costumam ser comuns. Entenda um pouco mais sobre esses objetivos e aprenda a criar suas CTAS:


Aumentar o tráfego no site


Se a sua intenção é aumentar o números de usuários que acessam o seu site, o call to action é uma das estratégias mais eficientes Se você trabalha com conteúdos, não deixe de linkar para outros artigos relacionados ao mesmo tema para melhorar o ranqueamento nos motores de buscas sem a necessidade de criar links externos.


Captar inscrições para a newsletter


Quando um usuário começa a receber a newsletter de uma empresa quer dizer que ele já está no meio do funil de vendas, pois se interessou pelo negócio. Os sites estimulam essa ação de diversas formas, principalmente com a chamada para ação na barra lateral do site. Se essa é a sua intenção, não esqueça de incluir um CTA no fim do texto nos seus artigos.


Baixar um download


Esse é o objetivo ideal para que está produzindo CTA para usuários que estão no meio e fundo do funil de vendas, pois eles buscam conhecimento mais aprofundado sobre os assuntos. A ideia de oferecer a eles algo, exclusivo, funciona muito bem. Pode ser um ebook, uma apresentações de slides, um infográficos, um podcast e tantos outros.


Enviar o usuário para uma landing page


O objetivo aqui é enviar o usuário para uma página de captura, a fim de captar um lead. Outra opção é utlizar suas páginas mais visitadas como destino do CTA. Dessa forma, você encurta a distância entre o usuário e o seu conteúdo mais importante.


Engajamento e seguidores nas redes sociais


A melhor forma de fazer isso é sugerindo interações nas redes sociais como Facebook, Twitter, LinkedIn. O usuário precisa perceber que se ele passar a seguir uma página ou perfil sempre estará em contato com o conteúdo dessa marca. Se isso for interessante para ele, ele irá agir.


Assistir um vídeo


Nos últimos anos, o vídeo marketing é uma das mais eficazes estratégias de marketing digital. Esse é um excelente objetivo para as suas CTAs, pois os seres humanos costumam armazenar melhor informações audiovisuais. Se quer que sua marca seja lembrada, crie chamadas que levam para vídeos.


Responder a uma pesquisa


Um boa pesquisa pode ser poderosa para um negócio em crescimento. Então, porque não incentivar o público a responder um questionário sobre a sua área de atuação?


O que é call to action visualmente mais interessante


Posicione o call to action de forma que favoreça a visualização. No site, por exemplo, é importante que ele apareça sem que o usuário tenha que rolar a barra. Ou seja, o CTA deve estar “above the fold”, em português “acima da dobra”. O termo jornalistico era utilizado para que as manchetes mais importantes aparecessem antes do ponto em que a capa é dobrada. Outra dica refere-se as imagens. Elas chamam mais a atenção naturalmente e devem ser utilizadas nas chamadas quando possível.

Outra dica muito interessante no universo das CTAs é o uso de setas. Você pode até não acreditar, mas elas têm o poder de fazer o ususário ignorar todo resto e olhar diretamente para o que você quer chamar atenção. Para deixar isso ainda mais explícito, use um tamanho de fonte diferente do restante do texto e cores contrastantes para fazer o call to action. Isso fará a chamada se sobressair aos olhos do usuário. Cores como vermelho, amarelo e laranja são ótimas, mas precisam de atenção:

Vermelho: causa um efeito marcante na percepção visual dos seres humanos, propociona destaque, mas deve ser utilizado com moderação, pois é associado avisos e erros. Bom para ser utilizado em botões de “Compre agora”.

Amarelo: Como é a primeira cor que o olho humano consegue visualizar, ela é ótima para ser utilizada em CTAs. Além disso, ela estimula a memória, o que é ótimo para dar destaque a marca. Assim como o vermelho, use com cautela para não gerar desconforto e confusão.

Laranja: Embora tenha o efeito menos marcante que o vermelho ou o amarelo, não é menos interessante para CTAs. Na realidade, é uma opção muito utilizada, pois chama atenção, sem causar confusão.
Agora que você já sabe o que é call to action visualmente mais interessante, continue lendo o artigo e descubra o que não fazer nas suas chamadas.


O que é call to action: como não errar


Se você chegou até aqui, você entendeu o que é call to action, por isso também deve ter compreendido que, para ser um sucesso, o CTA precisa ter um alto índice de resposta do usuário.

Entretanto, alguns fatores comprometem esse resultado positivo:

– O call to action precisa ter destaque onde quer que ele esteja, entretanto, alguns designers preferem não interferir nas cores do template e acabam deixando as chamadas para ação “apagadas”. Não é preciso fazer uma mistura de cores para destacar o CTA, muitas vezes uma cor mais chamativa já é o suficiente.

– Outro fator que torna difícil a visualização das chamadas são sites que exageram na quantidade de anúncios, botões, imagens e outros elementos. Esse tipo de página é pouco convidativa e confusa. O usuário acaba evitando clicar em qualquer coisa para não errar.

– Nem todo mundo pode esperar as páginas serem carregadas ou possuem uma conexão de qualidade, não é mesmo?

Se a página demora para carregar, o ususário não chega a ver a chamada para a ação e acaba saindo dali.

Uma forma de evitar isso é utilizar templates simples e evitar muitos elementos. Além disso, verifique sempre se o seu site é responsivo. Ou seja, funciona em todos os dispositivos móveis. Um erro comum é os call to action funcionarem bem na versão desktop e nem abrirem nos celulares e tablets.


O que é call to action: conclusão


Depois de ler este artigo você já saber o que é call to action e também está por dentro da importância dele no universo do marketing digital. Desde a criação de site com botões que chamam para alguma ação específica até a administração de mídias sociais, com anúncios que levam para uma página de vendas. Esses são alguns exemplos de CTA, mas, antes de criar o seus pesquise o máximo que puder, veja como seus concorrentes fazem isso e traga bons exemplos para sua marca. Não esqueça das etapas da AIDA, que falamos acima, e nem dos objetivos do call to action. Só assim, você conseguirá ter bons resultados e fará seu público agir como o esperado.






Escrito por: Equipe Guia-se







O que é call to action? Conheça a melhor estratégia para captar leads
5 (100%) 1 vote


Deixe um comentário










Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais





Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital

0800 Guia-se

Ligue gratuitamente e fale com um de nossos consultores

Ligue agora!

Fale conosco

Ou se preferir, preencha nosso formulário!

Enviar Mensagem


Fale com um de nossos consultores
X

Calma! Não vá embora ainda!

Nos ajude a entender melhor o que precisa.







Encontrou o que queria?


Foi fácil navegar?


Dê uma nota em nosso site


Quer falar com a gente?