18 maio 2017

Marketing Viral – O Segredo para o Mercado de Moda

Planejamento Estratégico




Dê uma nota!




Saiba como usar o marketing digital e apostar em marketing viral para fazer sua marca ganhar espaço no ambiente digital e crescer no mundo da moda


Se você atua no mercado de moda, deve saber que o comércio eletrônico ganha cada vez mais força neste segmento. O tempo em que os brasileiros tinham receio de comprar roupas, sapatos e acessórios pela internet praticamente acabou, e isso deu um impulso gigante ao setor no universo digital. Além disso, esse formato de negócio permite ter custos mais baixos, já que não há necessidade de espaço físico para receber o cliente. O maior desafio é estar sempre ligado nas tendências de moda e saber o que o consumidor deseja. Para isso, nada melhor do que investir em marketing digital. E isso não se aplica somente às lojas virtuais.

Apostar em ações de marketing digital também é uma tendência entre as grandes marcas – que descobriram no marketing viral um grande aliado – e lojas exclusivamente físicas. É nas mídias sociais que os clientes ficam sabendo de tudo o acontece no mundo da moda. As blogueiras, youtubers e celebridades agem como influenciadores digitais na divulgação dos produtos.

Para um setor que lida com a imagem e o desejo de consumo, definir estratégias digitais para se aproximar do público-alvo é fundamental. Mas é preciso ser eficaz para atrair a atenção dos clientes, principalmente, na internet onde a oferta é muito grande e a concorrência à distância de um clique. Já sabemos que a moda é um dos segmentos de mercado que mais interage em ações digitais, mas nem todas as marcas sabem por onde começar e onde investir o orçamento destinado ao marketing digital. Nós já falamos acima que as grandes marcas são adeptas do marketing viral. Você já ouviu falar sobre isso?

Neste artigo vamos explicar um pouco melhor como o marketing viral funciona e por que ele é uma ótima opção para marcas e lojas de moda, sejam elas virtuais ou físicas.


Guia-se Agência de Marketing Digital - O que é Marketing Viral

O que é marketing viral?


Todo material publicitário que busca encorajar as pessoas a passar a mensagem adiante é marketing viral. A técnica está atrelada a marcas que querem construir conhecimento de um produto ou serviço. Os formatos da publicidade viral são diversos, mas, atualmente, são associados a vídeos e imagens que acabam ganhando bastante espaço nas mídias sociais.

Mas saiba que existem muitas formas para viralizar uma ação. Quem não está acostumado com o termo pode pensar que este tipo de ação pode gerar algum risco ao negócio, mas o conceito viral está relacionado à velocidade de propagação da informação. A ideia é que aquela ação contagie o público. Entretanto, o marketing viral só funciona quando o produto ou serviço realmente tem qualidade. Ou seja, para que alguém deseje fazer parte daquele ciclo, aquilo precisa valer a pena.


Por que usar as ações de marketing viral?


Se o seu intuito é popularizar a sua marca/produto/serviço, então investir em marketing viral pode ser uma ótima ideia. Além disso, este tipo de marketing traz consigo grandes chances de aumentar as vendas e conquistar novos clientes. Como já falamos neste artigo, a sua concorrência está a um clique de distância do seu público, por isso, por menor que seja o seu negócio, saiba que é possível lutar para conquistar seu espaço e fortalecer a sua marca. É claro que nem tudo o que você fizer irá viralizar de imediato, mas o ideal é que as estratégias e ações estejam sempre voltadas a fomentar a vontade no público de passar uma informação para frente, e com as redes sociais isso não é tão difícil assim, não é mesmo?

As agências de marketing digital já perceberam que marketing viral é mais uma das ferramentas que irá ajudar a sua empresa a ser destaque entre as outras marcas. É como se o público criasse laços invisíveis com a empresa ao compartilhar um conteúdo e sinta-se parte do seu negócio.


3 Bons motivos para investir em marketing viral no ambiente digital


1- Segmentação do público


A internet permite que as marcas façam a segmentação de suas campanhas, direcionando seus conteúdos aos usuários realmente interessados no seu negócio. Por exemplo, muitas marcas conseguem viralizar propagandas na televisão, mas para atingir o público que elas realmente querem é preciso que a propaganda atinja o maior número de pessoas aleatórias. Na internet, isso é diferente, por exemplo, nas mídias sociais. No Facebook, é possível patrocinar uma postagem apenas para um público específico. Ou seja, a chance que essas pessoas se identifiquem com o conteúdo e compartilhem é muito maior e o retorno do investimento é mais certeiro.

Imagine uma loja de roupas infantis. Ela pode escolher apresentar uma campanha de marketing digital apenas aos usuários que demonstraram algum interesse nas palavras-chave filhos, maternidade, bebê, mãe e moda infantil. A ideia é que essas pessoas se identifiquem com a publicação e compartilhem com amigos e outras pessoas que possam se identificar com o negócio.


2- A internet está em alta


Você sabia que mais da metade dos consumidores pesquisa um produto na internet antes de adquiri-lo?

Você sabia que mais da metade dos clientes de uma loja procuraram o estabelecimento depois de ver um anúncio da marca na internet?

As pessoas estão cada vez mais conectadas. Além disso, o sentimento de grupo faz com que elas queiram participar de algo que todos estão participando. Ainda mais na internet. Por exemplo, uma promoção.

Quando o usuário vê vários amigos compartilhando uma postagem, ele também sente a necessidade de compartilhar aquele conteúdo para se sentir parte do grupo de pessoas que está falando sobre determinado assunto.

Por exemplo, uma marca de roupas femininas que está anunciando descontos durante um curto período de tempo. Muitas mulheres vendo a publicação vão querer avisar amigas sobre a oportunidade e, consequentemente, a pessoa atingida pelo compartilhamento também irá divulgar a promoção para outras amigas. E assim por diante. No passado, se uma mulher ficava sabendo de uma loja com descontos precisava avisar as amigas pessoalmente ou telefonando para cada uma delas. Ou seja, até que todas ficassem sabendo a promoção já havia terminado. Agora, isso mudou e o marketing viral é um dos grandes beneficiados.


3- Reforço da credibilidade


A maior vitrine de uma loja de roupas, sapatos e acessórios é o cliente. Quando ele veste um produto e fica satisfeito, amigos e familiares podem elogiar e perguntar onde aquela peça foi comprada e quanto pagou pelo produto. Na internet, isso é potencializado. Um “look” elaborado pode viralizar e alcançar um número ilimitado de potenciais clientes. Além de expor a marca, o cliente reforça a credibilidade da marca quando mostra que está usando um produto. Por isso, tantas marcas ficam de olho nas redes e incentivam seus clientes a postar fotos usando hashtags personalizadas. Assim elas podem compartilhar essas imagens e atestar a solidez do negócio diante de um mercado tão competitivo como é o mercado de moda.


Como fazer marketing viral de qualidade?


Descubra por que o seu público compartilha uma informação


Se você tem um perfil pessoal em uma mídia social já deve ter percebido que não curte, comenta e nem compartilha tudo o que você vê, não é mesmo?

Nós automaticamente selecionamos os conteúdos com os quais nos identificamos e queremos “fazer parte”.

O que nos leva a interagir com uma postagem nas redes sociais, por exemplo, pode ser motivado pela emoção ou pelo desejo de informação. Uma vez tocado por uma ação, o usuário sente a necessidade de repassar aquilo para seu círculo social, que na internet pode ser muito maior do que offline. Por isso, intervenções de marketing que atingem os sentimentos básicos, como afeto e felicidade, costumam funcionar quando a ideia é fortalecer a marca com uma campanha viral.


Seja simples


A ideia do marketing viral é atingir o maior número de pessoas em um curto período. Por isso, as ações precisam ser simples, para que a absorção seja tão rápida quanto o repasse. Este não é momento para campanhas elaboradas, com formulários, por exemplo. Talvez, este seja um dos motivos pelos quais as marcas que investem em marketing desse tipo acabam utilizando o formato de vídeo em muitas de suas campanhas. Além de serem facilmente absorvíveis nas mídias populares, como a TV e as mídias sociais, os vídeos também funcionam muito bem em dispositivos móveis. Ler um texto longo no celular pode ser cansativo e demorado para algumas pessoas, já assistir um vídeo é simples e rápido.


Aposte na naturalidade


Nós sabemos que uma campanha, seja qual for o objetivo dela, pretende vender algo. Mas se você vai apostar em marketing viral, essa venda precisa ser mais natural e menos imposta. Ou seja, a estratégia de viralizar um conteúdo precisa levar em consideração quem verá aquela ação e como ela vai se identificar com a mensagem. Em geral, as pessoas não ficam contagiadas por um produto e sim pela história que aquela ação traz consigo. Por isso, criações cômicas e emotivas funcionam tão bem.


Entenda o ciclo de venda do seu produto


Antes de investir em qualquer tipo de marketing, inclusive no marketing viral, você precisa ter claro o que sua marca tem a oferecer. Uma vez que temos isso claro, fica mais fácil potencializar as qualidades e minimizar os defeitos. A ideia é que seus produtos ou serviços solucionem problemas, atendam necessidades e desejos do público. Você ainda precisa saber como o seu público compra, quando ele compra, quanto ele está disposto a pagar, entre outros detalhes.

Por exemplo, se você é dono de uma loja de vestidos de festa e faz uma campanha em que a modelo usa um vestido vermelho, o ideal é que você tenha modelos dessa cor para atender o público. Caso contrário, as pessoas vão se sentir enganadas. Se você apontou uma solução para quem procurava vestidos vermelhos, então você precisa ser essa solução.

Além disso, sua equipe precisa estar atenta a suas ações de marketing e prontas para atender o cliente.

Muitas vezes, uma ação de marketing viral é tão simples que não traz todas as informações. A chance de o cliente chegar na loja com muitas dúvidas é grande. O vendedor precisa tirar todas essas dúvidas e garantir a conversão.


Abuse dos canais de massa


Nós falamos até aqui sobre mídias sociais, principalmente, Facebook. Mas não vamos esquecer de um dos canais queridinhos do marketing viral, o Youtube. Um dos grandes motivos é que a rede de vídeos permite o acesso rápido ao conteúdo. Além disso, a plataforma oferece botões essenciais para a divulgação dos vídeos, permitindo que seja compartilhado nas principais mídias sociais, como Facebook, Twitter, Google +, LinkedIn…. Ainda é possível comentar, curtir o vídeo e seguir o canal da marca.

Utilizar canais de massa é decisivo para as marcas que pretendem investir em marketing viral, pois, além do fácil acesso, elas permitem que qualquer conteúdo seja multiplicado.


Seja relevante e surpreenda


Para fazer uma campanha de marketing viral, você pode apostar em um modismo, em assuntos comentados ou em crenças populares. Mas isso não significa que sua campanha vai viralizar. Para que as pessoas compartilhem uma informação, elas precisam se identificar. Então, antes de qualquer coisa, sua ação de marketing viral precisa retratar algo relevante para o seu público.

Você pode até apelar para o humor, mas isso precisa ser leve e natural. O público deseja ser pego de surpresa e não ter a certeza que aquela ação será engraçada. A comédia é bem-vinda, mas o objetivo deve ser surpreender. Ser relevante e surpreendente dá trabalho. Por isso, é preciso estudar a fundo o seu público. Quando você conhece seus clientes, fica mais fácil saber com o que eles se identificam.


3 Erros comuns no marketing viral


1- Priorizar a publicidade


Infelizmente, se você deseja que a sua marca ou produto/serviço seja a estrela de uma ação, o marketing viral não é o mais indicado. É claro que sua marca vai aparecer, nem que seja no final do vídeo, por exemplo, mas o foco deve ser o contexto apresentado. A marca pode ser apenas um elemento surpresa.


2- Apostar só em marketing viral


Ops, se essa era a sua intenção, esqueça. Se você chegou até esse ponto do artigo acreditando que só o marketing viral resolverá toda a divulgação da sua marca, você está errado. É sensacional, ajudará sua marca a ser reconhecida, ampliará sua clientela, mas ele precisa fazer parte de algo maior. O marketing viral pode estar dentro do seu plano de marketing, mas não pode ser o seu plano de marketing digital.

Compreende?

Uma campanha viral tem começo, meio e fim. Você precisa de algo contínuo, que só será construído com a através de outras estratégias de marketing digital. Por exemplo, a produção de conteúdo, o marketing comercial e tantas outras ações que só um bom planejamento estratégico poderá apontar. Por isso, é sempre bom contar com uma agência digital para definir qual caminho seguir, principalmente se você é novo no ambiente digital e não conhece técnicas de marketing.


3- Aproveitar situações negativas e complicadas


Uma marca nunca deve querer estar vinculada a uma situação negativa, por mais que o assunto “dê ibope”. Questões sexistas estão em alta nas redes sociais, mas abordar o tema feminismo ou machismo pode ser muito perigoso. Outro assunto que deve ser evitado é religião. Questões sensíveis, como intolerância religiosa ou fatos históricos, podem causar mal-estar e gerar comentário maldosos. Sua marca pode até conseguir algum destaque, mas talvez não seja o destaque que você esperava.

Se você possui uma agência de marketing prestando consultoria para a sua loja, aproveite para discutir quando houver dúvidas. Temas polêmicos quase sempre dão errado em ações de marketing viral nas mídias sociais. Tome muito cuidado e veja se realmente aquilo fará diferença na vida do seu público. Faça as seguintes perguntas: “Isso tem a ver com o meu negócio? ”, “Isso tem a ver com o meu público?”, “Alguém pode se sentir mal com essa questão? ”. Se as respostas forem, respectivamente: não, não e sim – evite!


Cases de marketing viral no mercado de moda


Em uma busca rápida no Google você encontrará ações de marketing internacional que se tornaram referências em marketing viral. Nós preferimos apresentar três cases que repercutiram no Brasil.


Nike


A gigante apostou em um vídeo que traz uma espécie de metalinguagem divertida que conta a história de jovens atletas que se esforçaram e se superaram. Mais do mesmo? Não, mesmo.

Quando dá 1 minuto, o slogan da Nike é quebrado e o comercial não termina e segue com mais uma série de pessoas praticando esportes em situações fantásticas. A peça estreou em diversos países durante a abertura dos Jogos Rio 2016 e bombou nas redes sociais. Confira:



Havaianas


A marca de chinelos queridinha no mundo tem resultados incríveis em suas campanhas. Uma delas trouxe a atriz Susana Vieira como protagonista e uma pegada de humor com relação a própria idade da atriz. O comercial faz parte de uma série de vídeos que mostram vendedores da marca interagindo com os banhistas na praia. Embora não seja uma campanha exclusivamente digital, o vídeo também fez muito sucesso na web. Assista:



Renner


As lojas Renner apostaram em uma campanha tipicamente viral no último Dia das Mães e conseguiu chamar a atenção do público. Um detalhe não passou despercebido e foi destaque em publicações. Enquanto a criança e a mãe aparecem no vídeo, o menino diz: “ Será que você queria que eu fosse mais parecido com você? Tivesse nascido uma menina? Tivesse outro papai? Ou mais uma mamãe?”.

Ela não foi a primeira marca a trazer essa questão em campanhas: O’Boticário já vem fazendo isso há algum tempo, mas a verdade é que esse detalhe fez toda a diferença e gerou muitos compartilhamentos. O vídeo no Youtube já ultrapassou as 6 milhões de visualizações. Confira:







Escrito por: Equipe Guia-se







Dê uma nota!


Deixe um comentário










Serviços

Confira os serviços que a Guia-se oferece




Criação de sites

saiba mais

Loja Virtual

saiba mais

Mídias  Sociais

saiba mais

Inbound Marketing

saiba mais

E-mail Marketing

saiba mais





Saiba mais sobre as nossas franquias de marketing digital

0800 Guia-se

Ligue gratuitamente e fale com um de nossos consultores

Ligue agora!

Fale conosco

Ou se preferir, preencha nosso formulário!

Enviar Mensagem


Fale com um de nossos consultores
X

Calma! Não vá embora ainda!

Nos ajude a entender melhor o que precisa.







Encontrou o que queria?


Foi fácil navegar?


Dê uma nota em nosso site



Please leave this field empty.